Em um cenário onde a medição de pressão figura na maioria dos processos industriais, as empresas buscam transmissores de pressão cada vez mais modernos e confiáveis.

 Se pensarmos em sistemas hídricos, o meio de atuação no qual a PASE é especialista, uma boa medição de pressão é ainda muito mais crucial. Por isso, a PASE Hidrometria desenvolveu o seu exclusivo Transmissor de Pressão.

 

 

FUNÇÕES DE UM TRANSMISSOR DE PRESSÃO

 Na Física, a pressão é uma grandeza quantificada através da razão entre a força (F) e a área (A) de uma superfície.

 O Transmissor de Pressão, conhecido popularmente como transdutor ou sensor de pressão, foi desenvolvido para realizar a medição da pressão. De modo geral, ele é equipado com interface elétrica, interface mecânica e sinal de saída padronizado.

 Um transmissor de pressão, normalmente, é constituído de uma estrutura principal estável e um diafragma. O diafragma é o ponto crucial para a medição de pressão. Ele é equipado com estruturas de resistência sensitiva à tensão e à compressão.

 Nos negócios, mede-se a pressão por diferentes e importantes motivos. Através da pressão é possível fazer a medição e controle de vazão, nível, densidade, etc. Além disso, a indústria como um todo, utiliza a medição de pressão para 1) Segurança; 2) Dosagem de ingredientes; 3) Controle e monitoração de processos; – 4) Controle de qualidade 5) Estudos e pesquisas.

 

BEBIDAS BEVERAGE PASE

 

 

APLICAÇÕES DO TRANSMISSOR DE PRESSÃO DA PASE

 O Transmissor de Pressão da PASE Hidrometria foi desenvolvido para realizar a medição de pressão em tubulações de:

  • 1) poços artesianos;
  • 2) poços profundos;
  • 3) poços de rebaixamento;
  • 4) poços tubulares e tubulares profundos;
  • 5) poços de monitoramento e piezômetros;
  • 6) poços para barreira hidráulica;
  • 7) fontes de água mineral;
  • 8) fontes de água para balneário e termais.

 Também é customizado para operar na setorização de medição de água; pontos de captação, grandes reservatórios e barragens. Além de testes de bombeamento, pontos de consumo/distribuição e balanço hídrico.

 Com grande resistência a choques, picos de pressão, vibração e variação de temperatura, o transmissor de pressão da PASE é especialmente qualificado para condições variadas de operação em sistemas hidráulicos. Inclusive condições bem severas. Sua blindagem hermética e metálica, permite uma das melhores vedações do mercado. Garantindo durabilidade e desempenho a longo prazo.

 

 

CARACTERÍSTICAS DO TRANSMISSOR DE PRESSÃO DA PASE

 Exatidão, alta durabilidade e segurança são características reconhecidas do Transmissor de pressão da PASE. Além disso, ele possui fácil calibração e alta confiabilidade. E ainda oferece baixo custo e muita agilidade na sua instalação e manutenção.

 Os transmissores de pressão PASE também possuem proteção contra sobretensões e compensação de temperatura. E podem ser configurados com filtros digitais para minimizar interferências de máquinas, inversores de frequência e outros equipamentos que possam introduzir ruídos.

 Com saída analógica 4-20mA e RS485 Modbus-RTU, o transmissor da PASE ainda dá aos clientes a possibilidade de escolher a forma de comunicação que melhor os atenda. Caso o cliente escolha a comunicação modbus RTU, por exemplo, o transmissor da PASE também poderá ler pressão e temperatura. Diminuindo muito os custos e estoques do seu negócio.

transmissor-de-pressão-pase

 

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO TRANSMISSOR DE PRESSÃO DA PASE

Conheça os destalhes e especificações técnicas do nosso produto:

  • Grau de Proteção: IP67.
  • Medição de Pressão: o elemento sensor é um transdutor do tipo Piezo-resistivo (diafragma) em AISI 316 L.
  • Faixa de operação: selada 0 – 30 bar.
  • Sobrepressão Admissível: a pressão de operação não pode exceder o limite de 1,5 x F.E. do transmissor.
  • Temperatura de Operação com compensação de temperatura: De -10°C a +80 °C.
  • Precisão: ±0,10% do F.E. (operação de +10°C a +40°C)/ ±0,15% do F.E. (operação de -10°C a +80°C)/Erros de temperatura corrigidos matematicamente.
  • Taxa de atualização analógica: 200 hz (Hertz).
  • Tensão de Excitação: 8 a 32 VCC através dos terminais/ atentar para resistência/Queda de tensão do loop de corrente.
  • Resistência interna (saída analógica): < (Alimentação – 7V)/0.002A.
  • Sinal de saída: analógica 4 a 20 mA proporcional ao F.E. e RS485 Modbus-RTU.
  • Proteção Elétrica: proteção de inversão de polaridade e sobre-tensão incorporados.
  • Conexão Elétrica: conector M12 x 5 pólos.
  • Material do Transmissor: corpo e diafragma: AISI 316L/ Vedações Padrão Nitrílica (NBR) ou conforme solicitação do cliente.
  • Conexão de pressão: 1/4″ NPT (caso o cliente necessite de outro tipo de conexão, desenvolvemos um projeto personalizado de acordo com suas especificações).

 

 

 Entre em contato com a PASE Hidrometria para adquirir e obter mais informações sobre esses e outros produtos. Aproveite também para conhecer as nossas soluções em gestão de recursos hídricos. Temos projetos exclusivos e inovadores para as necessidades do seu negócio. 

 

*SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO:

Em função da referência que se usa, podemos classificar a medição de pressão como:

Pressão absoluta: é medida.com relação ao vácuo perfeito, em outras palavras, é a soma da pressão relativa e atmosférica, também se diz que é medida a partir do vácuo absoluto.

Pressão diferencial ou relativa: é a diferença de pressão medida entre dois pontos. Quando pegamos um ponto diferente do vácuo ou atmosfera para usar como referência, estamos medindo a pressão diferencial.

Pressão manométrica: é medida em relação à pressão do ambiente, ou seja, em relação a atmosfera. Por exemplo, no caso de uma calibração de um pneu, estamos interessados apenas na diferença entre a pressão interna de um reservatório (o pneu) e a pressão externa (o ar, que está na pressão atmosférica local). A essa diferença chamamos pressão manométrica, e os aparelhos que a medem chamamos de manômetros.

Em geral os sensores para esse fim, são classificados conforme  a técnica usada na conversão mecânica da pressão em um sinal eletrônico proporcional. São esses os tipos de sensores usados na medição de pressão:

  1. ressonante;
  2. relutância variável;
  3. potenciométrico;
  4. piezoresistivo (Strain Gage);
  5. piezoelétrico;
  6. ótico;
  7. capacitivos e outros.